• Slideshow
  • Slideshow
  • Slideshow
  • Slideshow
  • Slideshow

Conselho Regional de Biologia - 4a Região

Conselho Regional de Biologia - 4a Região

Procura

Banner

e-Bio

Deixe seu e-mail para receber o e-Bio, a newsletter eletrônica semanal do CRBio-04.
Banner
Principal Notícias Pesquisadores denunciam desmantelamento da ciência brasileira
Pesquisadores denunciam desmantelamento da ciência brasileira PDF Imprimir E-mail
Qui, 05 de Outubro de 2017 12:10
Um grupo de 54 pesquisadores brasileiros publicou, no mês de setembro, um artigo  denunciando que os cortes drásticos no orçamento da ciência brasileira impõem riscos para a conservação da biodiversidade global. O trabalho foi divulgado na revista científica Perspectives in Ecology and Conservation

O artigo faz uma análise do Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio), que conta com 626 pesquisadores associados atuando em todos os biomas do país. conforme conta o professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Geraldo Wilson Fernandes, um dos autores do artigo.

O PPBio foi criado em 2004 com o objetivo de desenhar uma estratégia de investimento em ciência, tecnologia e inovação que aponte prioridades, integre competências em diversos campos do conhecimento e dissemine informações sobre biodiversidade que possam ser utilizadas para diferentes finalidades. “Os dados que relatam a importância e pioneirismo das nove redes que se espalham pelo território brasileiro estão claramente mostrados no artigo, mas ressalta-se que o PPBio e esta equipe invejável, que têm desenvolvido a ciência do Brasil, estão severamente ameaçados com a política obtusa dos nossos governantes”, afirmou o biólogo Geraldo Wilson Fernandes, primeiro autor do artigo, em entrevista ao Jornal da Ciência

Além de Fernandes, que chefia o laboratório de Ecologia Evolutiva e Biodiversidade da UFMG, também assinam o artigo os biólogos do CRBio-04 Guarino Rinaldi Colli, do Departamento de Zoologia da UnB, e Paula Benevides de Morais, da Universidade Federal do Tocantins.

Acesse o artigo aqui.